Relacionamentos amorosos – Ana Paula Hawatt

Spread the love

RelacionamentosAmorosos-Destaque

A felicidade é um desejo para a maioria das pessoas; todos nós de alguma forma vivemos para sermos felizes, e um AnaPaulaHawattcomponente fundamental para isso são os relacionamentos interpessoais e sobretudo o relacionamento amoroso.

Amar e ser amado parece ser um objetivo, ou mais que isso, uma necessidade para a maioria das pessoas, e isso muitas vezes implica em conviver de forma intima com uma pessoa, casar, construir uma família, dividir um espaço físico ou até mesmo uma vida com outra pessoa; porém alguns indivíduos tem uma enorme dificuldade de realizar esse sonho.

Quem não quer vivenciar um relacionamento amoroso saudável, feliz e duradouro? Por que isso na maioria das vezes é tão difícil?

Uma condição importante para isso é a autoestima, que é a capacidade que o individuo tem de se relacionar bem com ele mesmo, aceitar as próprias dificuldades e limitações, querer sempre ser melhor, ter autoconfiança, evitar transferir para os relacionamentos atuais pendências de relacionamentos anteriores.

Pessoas com boa autoestima tem inteligência emocional, habilidade social, essas características se formam a partir do autoconhecimento.

Uma relação amorosa saudável se fundamenta no respeito, no amor e na cooperação. Já as relações difíceis são permeadas pelos sentimentos de competitividade, inveja e etc. Mas não quero me estender em pontos negativos ou problemas nos relacionamentos, prefiro focar nos pilares importantes para que os relacionamentos sejam felizes e prósperos.

Ter relacionamentos saudáveis é quase a fórmula da felicidade. A todo momento estamos construindo nosso bem estar através de nossas atitudes, e para isso devemos: Investir e priorizar o tempo de dedicação ao outro. Demonstre empolgação e interesse pelo que o outro fala, faz e sente. Construa intimidade, corra o risco de se expor, de se conhecer e ser conhecido fisicamente e emocionalmente. Mostre sua fragilidade e ofereça suas forças, aprecie o positivo na relação, faça elogios, cultive gentileza e delicadeza na forma de se comunicar, valide o comportamento da pessoa que está a seu lado. Todos nós gostamos de saber que somos importantes para o outro, que alguém cuida da gente.

Permita alguns conflitos; reconhecer que eles existem é necessário para alinhar a relação. Demonstre o valor e respeito na relação.

Em casamentos felizes e fortes há cumplicidade, um apoia as aspirações do outro, eles tem um mesmo propósito de ser e fazer o outro feliz, porém isso só é possível quando entendemos a linguagem de quem amamos, e de quem nos cerca, ou seja, quando detectamos o que é importante e faz a diferença nas relações, paramos para refletir e revisar alguns comportamentos disfuncionais que temos que mudar, inserir novos hábitos para atender a necessidade do outro.

Conseguiremos alcançar felicidade desejada quando soubermos magistralmente nos relacionar bem conosco mesmo e com todos aqueles que amamos e são importantes para as nossas vidas; pois relacionamentos felizes são preditores de felicidade… Ou seja, o foco em ter relações saudáveis é um exercício psicológico capaz de garantir a felicidade na vida.

*Ana Paula Hawatt – Psicóloga e Dir. Adm. da AMPARE com abordagem  CognitivaComportamental e  formação em Psicologia Positiva realizada no centro Sofia Bauer em Belo Horizonte /MG.

Artigos relacionados

COMO CHEGAR



AMPARE
Associação dos Amigos dos Pacientes de Pânico
Rua Osvaldo Cruz, 393
Boa Vista - Recife - PE
Fone: (81) 3222.6252

FACEBOOK

FALE CONOSCO