Anorexia: uma greve grave

Spread the love

Cresce o número de pessoas acometidas do que se chamou “anorexia nervosa”. A expressão indica a resistência em alimentar-se, querendo com isso moldar o corpo a uma forma de magreza que contraria a estabilidade corporal do ponto de vista da saúde física. É verdade que essa desestabilização ultrapassa de tal modo os limites do razoável, que atinge a harmonia emocional necessária ao bem estar pessoal.

O descompasso da relação entre o físico e o psíquico tumultua um princípio importante da saúde humana:”o que é desmedido funciona como instrumentode perturbação do processo de viver”.

A título de esclarecimento é importante saber os sintomas físicos principais da anorexia nervosa: perda exagerada de peso, vigilância sistemática do valor calórico dos alimentos, interrupção do ciclo menstrual. Como decorrência desse processo podem advir estados depressivos, síndrome do pânico e comportamentos obsessivos compulsivos.

Ainda não podemos determinar com clareza as causas da anorexia nervosa, mas, sem dúvida, já sabemos que resulta de uma interação psicopedagógica. Dito de outra forma: é um comportamento aprendido pela influência do ambiente (individual e social) ede distorções psicológicas relativas à interpretação da imagem corporal.

Os primeiros anos de vida são cruciantes para o estabelecimento de uma resistência à alimentação, sobretudo quando os adultos cuidadores da criança controlam desmedidamente sua alimentação em nome da prevenção de uma futura obesidade. A partir daí há pessoas que, ao longo do seu desenvolvimento, enfrentam
dificuldade em “desobedecer” à ordem recebida de impor limites rígidos a sua forma de alimentar-se. Some-se a isso a estimulação social à adoção de modelos corporais exaltados como ideais de aceitação de sua imagem física pela comunidade em que vivem.

É sintomático que o maior número de casos de anorexia nervosa ocorra entre mulheres jovens, sobretudo na adolescência. Provavelmente por buscarem visibilidade social sem exercerem o comando da sua forma corporal própria, rendendo-se assim à pressão de grupos ou pessoas que representam uma referência pessoal.

Do ponto de vista psicológico, alguns aspectos podem explicar parte da necessidade de redução drástica e sistemática da alimentação.Ainda, a anorexia poderá ser uma linguagem cifrada para dizer a si e aos demais que lhe faltam nutrientes que não propriamente os de natureza fisiológica.Com certeza, seria uma referência a suprimentos afetivos insuficientes.

Há pessoas que, para conquistar suas reivindicações não atendidas fazem “greve de fome” diante dos que lhes negam direitos pessoais ou comunitários. Do ponto de vista psicológico, a anorexia nervosa não está muito distante da conduta de tais grevistas. Não deixa de ser uma grave greve, pois seus objetivos podem nãoser compreendidos pelas pessoas de sua convivência. A anorexia nervosa é uma patologia que precisa da atenção das pessoas envolvidas com quem padece de tão intenso sofrimento. Sem dúvida, a ajuda precisa de cuidados individuais e profissionais, muitas vezes requerendo uma ação multidisciplinar, tanto médica quanto psicológica.

Artigos relacionados

COMO CHEGAR



AMPARE
Associação dos Amigos dos Pacientes de Pânico
Rua Osvaldo Cruz, 393
Boa Vista - Recife - PE
Fone: (81) 3222.6252

FACEBOOK

FALE CONOSCO